BPI passa a cobrar transferências por MB Way

No folheto atualizado de comissões e despesas, citado esta segunda-feira pelo jornal Eco, consta que as transferências de dinheiro através da aplicação da SIBS vão passar a custar 1,20 euros, seja para transferências intra ou interbancárias. Atualmente, o BPI cobra 20 cêntimos por esta operação. As alterações ao preçário entram em vigor a partir de 1 de maio.

Segundo o Eco, a mudança aplica-se aos clientes que não tenham aderido à Conta Valor, que tem um custo mensal que cobre este tipo de serviços. O BPI não é o único banco que vai cobrar pelas transferências efetuadas na aplicação móvel. No Novo Banco as transferências custam 15 cêntimos enquanto a Caixa Geral de Depósitos cobre 20 cêntimos. O BCP cobra 1,35 euros e só o Santander não cobra qualquer montante.

Além das transferências por MB Way, o BPI vai passar a cobrar 34 cêntimos por mês pela manutenção das contas de serviços mínimos bancários, que atualmente são gratuitas.

Os depósitos de moedas aos balcões do banco também vão ficar mais caros. Depositar entre 50 e 100 moedas vai custar 2,50 euros e depositar mais de 100 moedas passará a ter um custo de cinco euros. Atualmente o depósito de mais de 100 moedas custa 3,5 euros.

Já o talão de levantamento de cheques ao balcão vai passar a custar 4,75 euros, um aumento de 1,25 euros face aos atuais 3,5 euros.

Pode consultar aqui todas as alterações de preçário às comissões do banco.